domingo, 28 de dezembro de 2008

Andy Warhol


Andrew Warhola, Pittsburgh, Nasceu em 6 de Agosto de 1928,
foi um pintor e cineasta, bem como uma figura maior do movimento
de pop art. Aos 17 anos, em 1945, entrou no Instituto de Tecnologia
de Carnegie, em Pittsburgh, hoje Universidade Carnegie Mellon e se
graduou em design. Mudou-se para Nova York e começou a trabalhar
como ilustrador de importantes revistas, como Vogue, Harper's Bazaar
e The New Yorker, além de fazer anúncios publicitários e displays para
vitrines de lojas.

Começa aí uma carreira de sucesso como artista gráfico ganhando
diversos prêmios como diretor de arte do Art Director's Club e do
The American Institute of Graphic Arts.
Fez a sua primeira mostra individual em 1952, na Hugo Galley onde
exibe quinze desenhos baseados na obra de Truman Capote. Esta série
de trabalhos é mostrada em diversos lugares durante os anos 50, incluindo
o MOMA, Museu de Arte Moderna, em 1956. Passa a assinar Warhol.

O anos 1960 marcam uma guinada na sua carreira de artista plástico e
passa a se utilizar dos motivos e conceitos da publicidade em suas obras,
com o uso de cores fortes e brilhantes e tintas acrílicas. Reinventa a pop
art com a reprodução mecânica e seus múltiplos serigráficos são temas do
cotidiano e artigos de consumo, como as reproduções das latas de sopas
Campbell e a garrafa de Coca-Cola, além de rostos de figuras conhecidas
como Marilyn Monroe, Liz Taylor, Elvis Presley, e símbolos icônicos da
história da arte, como Mona Lisa. Estes temas eram reproduzidos serialmente
com variações de cores.

Andy Warhol também foi financiador e mentor intelectual da banda
The Velvet Underground. Em 1967, forçou a entrada de Nico para a banda.
Houve rejeição e conflito por parte da banda e o nome do primeiro álbum foi
The Velvet Underground and Nico, excluindo Nico, de certa forma. Logo
depois da gravação do álbum White Light/White Heat, Andy Warhol se
afastou e Nico foi expulsa da banda.



Em 1987 ele foi operado à vesícula biliar. A operação correu bem mas
Andy Warhol morreu no dia seguinte. Ele era célebre há 35 anos.
De facto, a sua conhecida frase: In the future everyone will be
famous for fifteen minutes (No futuro, toda a gente será célebre durante
quinze minutos), só se aplicará no futuro, quando a produção
cultural for totalmente massificada e em que a arte será distribuída
por meios de produção de massa. José Alberto

Nenhum comentário: