terça-feira, 19 de maio de 2009

Leo Bazan - Pensando no Futuro

Inside Jam and Friends entrevista - Leo Bazan



J.A -O que vc espera desse show no Ton Jazz?

L.B -O show do dia 13/06 no Ton Ton Jazz será nosso melhor e
maior show sem dúvida. Além de ser em uma bela e renomada casa,
será o nosso primeiro show no ano, estamos preparando um
repertório muito legal para esta apresentação para voltarmos
a ativa com força total.

J.A -O que realmente vai ser daqui para frente o Eletro Fusion?

L.B -Com certeza temos projetos para músicas próprias,
tocar cover é bom até certo ponto. Todos na banda querem
expor as idéias e criar a nossa música, do nosso jeito,
então com certeza no segundo semestre as novidades virão.

J.A -Qual sua banda preferida?

L.B -Sou fã incondicional do KISS, comecei ouvindo quando
moleque e até hoje é minha banda predileta, mas também c
olocaria acima das bandas “comuns” os Beatles,Led Zeppelin,
Stones e Whitesnake.

J.A -E o vocalista que mais te influencia?

L.B -Tenho como influência não só um vocalista, mas vários,
como: Robert Plant, Ronnie James Dio, David Coverdale,
Ian Gillan e comecei nos últimos tempos a observar muito
o trabalho do Paul Rodgers que eu não conhecia muito mas
é um cara muito bom.

J.A -Fale um pouco sobre as músicas que está gravando no
projeto Jam and Friends?

L.B -Wish you were here é uma música que me arrepia
quando ouço, é automático lembrar das pessoas que você
gosta e que já partiram, é uma música que te faz pensar,
como muitas do Pink Floyd. Fiquei muito feliz de cantá-la
no projeto, fiz o melhor que pude nessa música e espero
que o resultado final agrade a quem ouvir.
A Fearless foi muito mais difícil na minha opinião pois não
tinha ouvido muitas vezes esta música, tive que treinar muito
mas acho que a música ficou muito boa, ainda mais com a ajuda
do Renan da No Man’s Land.

J.A - Para finalizar oque vc está achando desse projeto?

L.B -Esse projeto é absolutamente fantástico! Estou tendo
oportunidade de interagir com outros músicos
(e alguns ótimos músicos), aprender muito, principalmente
nessa parte de gravações em estúdio, equalização, efeitos, etc.
Além de poder ensaiar e gravar no John Armless, que sem sobra
de dúvida é o melhor estúdio que eu já toquei


Nenhum comentário: